Tudo o que você queria saber sobre extração de siso

Os piores alimentos do mundo: quais são e por quê não consumi-los
19 de agosto de 2016
Pasta de dente infantil: como usar corretamente?
25 de agosto de 2016

Tudo o que você queria saber sobre extração de siso

Todos os jovens e adultos já tiveram alguma dúvida em relação ao dente siso: exitem outras formas não cirúrgicas de lidar com os sisos? quando é melhor fazer a extração? eu tenho mesmo esses dentes? e pra que eles servem?

A Odontoellos trouxe algumas informações e curiosidades sobre o tema, para que não restem dúvidas sobre esse assunto!

Siso3

O que são os dentes do siso e para que eles servem?

Os dentes do siso são os terceiros molares, localizados na região mais posterior da arcada dentária. Com a alteração da dieta dos seres humanos ao longo da evolução, muitas vezes esses dentes não se desenvolvem de maneira completa ou adequada, ficando inclusos ou sem espaço para irromper corretamente dentro da boca.

É realmente necessário retirá-los?

Nem sempre. Caso haja espaço para o dente do siso se acomodar na boca é possível conviver com ele. Se você é um desses felizardos com muito espaço na boca e seus sisos vieram retinhos e nasceram sem problemas, você pode mantê-los. Mas para isso é necessário uma longa conversa com seu dentista, uma série de exames e a certeza de que a decisão de mantê-los não vá causar problemas no futuro.

Caso não seja feita a extração, é preciso cuidar muito bem deles, porque são dentes bem do fundo com uma maior chance de cárie por falta de escovação e cuidado – podendo inclusive favorecer complicações ao longo dos anos como a perda de outros dentes devido aos dentes do siso não removidos. Por isso, consulte sempre um dentista para fazer raspagens/limpezas de manutenção e prevenção, porque se a cárie atingir o canal desses dentes, na maioria das vezes, a indicação é a extração.

E quando é necessário extrai-los?

Siso1Quando o dente estiver incluso ou semi-incluso, ou seja, não tiver “nascido” completamente. Nesses casos o dente ainda se encontra preso ao osso da mandíbula, deixando a área no fundo da boca irritada (normalmente esse é o momento em que as pessoas procuram o dentista para saber o que há de errado). O dente do siso incluso ou semi-incluso pode ter cáries muito grandes acompanhadas ou não de problemas de canal, o que torna a extração extremamente necessária para que outros dentes não sejam prejudicados.

Também é preciso retirar os sisos quando estes nascem em posições erradas, como de lado, na diagonal, deitado ou de cabeça para baixo. Esse mal posicionamento pode atrapalhar o dente vizinho ou até mesmo desorganizar os dentes após o usos de aparelho ortodôntico. Nesses casos, o melhor é se livrar do futuro problema o quanto antes!

Qual o melhor momento para fazer a extração?

O mais indicado é que os dentes do siso sejam retirados cirurgicamente entre os 15 e 20 anos, já que a cicatrização é melhor. A partir dos 30 anos, estando os dentes inclusos ou não, existe uma tendência de o osso ao redor se fundir com o dente, tronando a cirurgia e o pós-operatório bem mais difíceis.

A decisão de retirar um ou mais dentes do siso em uma mesma cirurgia fica a cargo do cirurgião-dentista, levando em conta a praticidade e possíveis complicação da cirurgia e o conforto do paciente no pós operatório.

Como é feita a cirurgia?

A cirurgia é relativamente simples e rápida, com raras complicações. É possível fazer a remoção dos 4 dentes do siso em uma única cirurgia, com duração entre 40 minutos e 1 hora. Raramente existe a necessidade de anestesia geral, porém todas as áreas em que o paciente poderia sentir dor recebem anestesia local e o paciente em si é medicado com um tranquilizante.

E o pós-operatório? Quais os procedimentos?

O pós-operatório deve sempre ser passado para o paciente antes da cirurgia, para que ele possa se programar para o que deve ser feito. São exigidos cuidados com a alimentação e repouso moderado, sem a realização de atividades físicas mais intensas, durante no mínimo 3 dias. Medicação adequada e cuidados garantem conforto e tranquilidade ao paciente, porém não é incomum que alguns cuspam sangue no 1º dia após a operação e não consigam abrir completamente a boca durante dois ou três dias. Mas não é nada preocupante, já que a recuperação completa se dá por volta de 7 a 10 dias após a remoção dos sisos.

 Siso2

Caso ainda reste alguma dúvida, não exite em entrar em contato conosco através de nossos telefones, e-mail, site ou página do Facebook. Estamos à disposição para esclarecer tudo o que for necessário!